RSS

II - A Marcha Tonta

Temos também a "Marcha Tonta", conceito idealizado e implementado em Portugal, mais propriamente na Nazaré, pelo Paleco mais Nazareno da Nazaré, Manolo.

Como um antropólogo e principalmente, enólogo de primeira categoria, o autor da marcha tonta vai recolhendo expressões e ditos dos vários colegas de música nazarenos ao longo do ano e vai juntando as notas soltas até se formarem num conjunto de quadras, fora do tradicional formato protagonizado pelo mestre P.J. Laborinho, e submete-a a sufrágio para Marcha Geral. Invariavelmente derrotado – por não obedecer aos parâmetros ou por se esquecer de incluir o mote, se calhar mal aconselhado por colegas candidatos a vencedor da marcha geral, não estou a dizer nada! – o autor da marcha tonta colhe os louros a posteriori. É que, ao contrário das marchas gerais vencedoras, as suas marchas tontas perduram, são recordadas e memorizadas pelos, utilizando a expressão do próprio, “jovens, que são o futuro do carnaval da Nazaré”.

Neste conceito cabem também as marchas dos “Sacanagem” (que apresentam uma marcha fabulosa este ano) e dos “La Resistance” que são sempre inovadoras e muito divertidas. E com jeitinho, a "marcha" do Manelito Caracol do ano passado como "resposta" à ex-Raínha de Carnaval!

1 Comentários:

Manelito Caracol disse...

"Esta marcha é tonta,
por mais evidente,
mais tonta que ela não há...
É da Nazaré,
e se for a pé,
Inda chego ao Canadá!"...


Esta marcha é fantástica e inesquecível!...e é tonta!...

- Eu até vou fazer de conta que nem vi a referência à minha pseudomarcha aqui no teu estabelecimento, porque estou tão arrependidinho daquela tristeza...

abraço!
que venham os próximos tipos...

(ganhaste um fã!)